"Cardozo preferia ter saído"

Pedro Aldave revelador - O agente assume que Vieira não quer vender o avançado, apesar do seu desejo de abandonar o clube. Tacuara vai continuar a marcar muitos golos, garante o empresário

Óscar Cardozo preferia ter abandonado o Benfica a ser integrado no plantel de Jorge Jesus. Em entrevista à rádio do Paraguai "1º de Marzo", o empresário Pedro Aldave deu a permanência do avançado no clube como consumada, garantindo, contudo, que ele irá continuar a fazer o que melhor sabe: marcar golos. "Por tudo o que se passou, gostávamos que ele tivesse saído. Era altura de fechar este ciclo na sua carreira", afirmou ontem o agente FIFA, convicto de que nada irá acontecer até ao fecho da janela de transferências.

"O presidente não o quer vender. Se quisesse, já teria baixado o seu valor e já o teria vendido. Tacuara tem 30 anos e um preço de 15 milhões de euros, além do salário que o clube teria de pagar, que não é pouco. Pelo mesmo salário que está a receber, Óscar fica no Benfica", comentou Aldave, referindo uma "oferta da Rússia e duas de França", uma das quais do Lyon. Contudo, o representante explica que ao jogador não interessa ir para terras gaulesas devido ao alto valor dos impostos.

"Para mudar tem de ser para uma situação económica muito melhor. O contrato que Cardozo tem atualmente no Benfica está ao nível de muitos clubes grandes da Europa. Para ir para o Médio Oriente ainda é jovem. O Fernerbahçe era bom, porque é uma boa equipa e o contrato que lhe era oferecido muito superior ao que tem agora. Mas o presidente do Benfica não confiou que a equipa turca cumprisse o pagamento e desistiu", explicou. "Não será fácil uma operação, mas nunca se sabe", acrescentou.

Agora que regressou aos treinos com o plantel, Aldave acredita que não demorará muito até que o treinador o coloque em campo. "Se for por amizade, [Jorge Jesus] não o quer. Mas, na verdade, o treinador não tem de ser um amigo. Se está no clube e a treinar com o plantel, não duvido de que [Jorge Jesus] o ponha jogar. Além disso, à parte deste caso de indisciplina, nunca tiveram uma má relação."

O empresário mostra-se mesmo convicto de que, a partir do momento em que o internacional paraguaio começar a ser utilizado, voltará a ganhar o seu estatuto de titular. "Quando começar a jogar, não sai mais da equipa", defendeu.

"Quando as coisas em campo queimam, ele joga sempre o que tem de jogar. Não tenho dúvidas de que sabe o que tem de fazer com camisola do Benfica", acrescentou Aldave, confirmando que o jogador "ainda não está a 100%, mas está à disposição do técnico", que, de resto, já o descartou para o dérbi.