Superliga: quais os jogadores da Seleção afetados pela ameaça da UEFA e FIFA?

Superliga: quais os jogadores da Seleção afetados pela ameaça da UEFA e FIFA?

Seleção portuguesa tem alguns jogadores que representam clubes fundadores da Superliga Europeia.

A UEFA e a FIFA ameaçaram excluir todos os clubes e jogadores de participarem nas competições sob a sua égide, caso estes entrem na Superliga Europeia. Assim sendo, e caso isso acontecesse, a Seleção portuguesa poderia ver-se desfalcada já no próximo Europeu, por exemplo.

Analisando a última convocatória de Fernando Santos, para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial'2022 com Azerbaijão, Sérvia e Luxemburgo, oito jogadores poderiam ser impedidos de representar a equipa das Quinas. São eles João Cancelo (Manchester City), Cédric (Arsenal), Rúben Dias (Manchester City), Bruno Fernandes (Manchester United), Bernardo Silva (Manchester City), Diogo Jota (Liverpool), João Félix (Atlético de Madrid) e Cristiano Ronaldo (Juventus).

Há também o caso de Francisco Trincão, por exemplo, que joga no Barcelona e já foi chamado à Seleção principal, mas foi apenas tomada em conta a última lista de convocados.

Recorde-se que Chelsea, Liverpool, Arsenal, Tottenham, Manchester United, Manchester City, Barcelona, Real Madrid, Atlético de Madrid, Juventus, Inter e Milan são os clubes fundadores da Superliga Europeia.