"Senegal completou um grupo que já era forte"

"Senegal completou um grupo que já era forte"

O treinador da seleção de sub-20, Hélio Sousa, considera que o grupo de Portugal no Mundial da categoria ficou mais forte com o Senegal, o primeiro adversário da equipa na prova.

Para Hélio Sousa, a inclusão doo Senegal, segundo classificado da Taça das Nações Africanas, "completou um grupo que já era forte", porque tinha "o segundo classificado da América do Sul e o primeiro da Ásia, " a Colômbia e o Catar, respetivamente.

A equipa africana, derrotada pela Nigéria na final da CAN sub-20, será o primeiro adversário de Portugal no grupo C, a 31 de maio, em Hamilton, na Nova Zelândia.

"O primeiro jogo é importantíssimo, esse primeiro jogo será com o Senegal, que é extremamente difícil, mas iremos preparar-nos da melhor maneira possível para a cada momento estarmos mais fortes e termos todas as possibilidades de vencer esse jogo", refere.

A seleção portuguesa inicia esta segunda-feira um estágio durante o qual vai defrontar, em Taveiro, a 27 de março o Uzbequistão, a 27 de março, e, quatro dias depois, o Uruguai, duas formações que também vão marcar presença no Mundial.

Hélio Sousa explica que os adversários escolhidos são equipas que normalmente não se cruzam com a equipa portuguesa nos apuramentos.

"São equipas com modos e identidades diferentes. São equipas que estão apuradas para o Mundial", afirma Hélio Sousa, considerando que os confrontos "vão permitir que os jogadores passem por experiencias diferentes, continuem a crescer e a estarem cada vez mais identificados com tudo o que podemos encontrar no grupo do Mundial".