Exclusivo "Podem dizer que a Seleção sem o Ronaldo é melhor, mas nos jogos decisivos é ele que está lá"

"Podem dizer que a Seleção sem o Ronaldo é melhor, mas nos jogos decisivos é ele que está lá"
Manuel Casaca | João H. Vieira (Edição de Vídeo)

ENTREVISTA, PARTE III - Quaresma lembra que o capitão da Seleção aparece sempre nos momentos decisivos. Orgulhoso por ter representado o país, o internacional português considera que não faz sentido renunciar à Seleção Nacional. Agora torce por fora e pede calma no Mundial"2022.

A felicidade que sentia quando representava a Seleção Nacional era evidente. Só pela equipa principal foram 80 jogos e dez golos, alguns de uma rara beleza técnica. Para a história fica o importante contributo para o título de campeão da Europa, em França.

O amor pela equipa das quinas e por representar o país fez com que nunca tivesse renunciado à Seleção. Agora torce por fora e por uma boa participação de Portugal no Campeonato do Mundo de 2022, onde, acredita, Cristiano Ronaldo vai continuar a ser peça importante.