Patinho feio? A luva branca de Éder tem uma explicação

Patinho feio? A luva branca de Éder tem uma explicação

Avançado aborda as dúvidas que rodeiam a sua chamada para o Europeu e recorda o percurso de vida. A luva branca com que festeja golos no Lille tem, afinal, uma razão de ser.

Seis golos em 13 jornadas pelo Lille são números que convenceram Fernando Santos a chamar Éder para o Europeu de França e que evidenciam o novo fôlego que o avançado ganhou na Ligue 1. Na memória está a forma como o jogador festeja: com uma luva branca. Porquê? A questão foi colocada na conferência que Éder deu na manhã deste sábado.

"Tem a ver com toda a adversidade que correu na minha vida", disse Éder, visto por muitos como o patinho feito da seleção, um termo que Fernando Santos chegou a usar para defender o jogador. Nessa matéria, Éder também faz uso do percurso de vida para se mostrar tranquilo e pronto a dar uma resposta positiva.

"Trabalho da melhor forma para ultrapassar isso tudo. Desde criança que ultrapasso algumas adversidades e isso tem sido muito importante para mim. Quero continuar a trabalhar da melhor forma para ajudar a seleção", apontou.

"Claro que não é fácil, mas tenho trabalhado da melhor forma com o apoio dos meus colegas. Estive concentrado em tudo o que podia fazer, procurando soluções. Tem sido uma experiência muito grande para mim. Neste momento sinto-me muito confiante e com vontade de ajudar Portugal a conseguir os seus objetivos. Não procuro calar ninguém. O meu objetivo passa por ajudar a seleção da melhor forma. Entendo que as pessoas queiram dar a sua opinião, a mim resta-me conviver com isso e trabalhar da melhor forma. Tenho trabalhado para ser opção, seja um minuto, dois, dez. Importante é estar pronto e ajudar a seleção no momento em que for chamado ", completou.

TODAS AS CLASSIFICAÇÕES, RESULTADOS E ESTATÍSTICAS DO EURO'2016