Participação no Euro pode render mais de 600 mil euros

Participação no Euro pode render mais de 600 mil euros

Estudo do IPAM - The Marketing School revela o provável impacto económico em Portugal do Campeonato da Europa de 2016

A qualificação de Portugal para o Europeu de 2016 vale, no mínimo, 485 milhões de euros. A conclusão é de um estudo do IPAM, que perspectiva o impacto na economia nacional do apuramento e participação da Seleção Nacional na próxima edição da competição, que se realiza no próximo ano em França.

De acordo com o IPAM, o valor do calculo pressupõe que a caminhada de Portugal se fique pela fase de grupos. Perante este cenário, os três jogos disputados por Portugal deverão gerar, internamente, proveitos de 199 milhões de euros. A fase de estágio originará 117 milhões, aos quais importa somar mais 169 milhões que advêm do acompanhamento da prova desde os oitavos de final até à final.

[destaque:4822880]

Caso Portugal supere as expetativas e acabe por vencer o troféu, aí espera-se um impacto económico no mercado português que ascenda aos 650 milhões de euros, com a vitória na final a representar mais de 200 milhões de proveitos, ou seja, 32 por cento do valor total.

O IPAM vai mais longe a revela que o impacto do Europeu de 2016 será maior do que o das últimas competições (Euro'2012 e Mundial'2014), ainda que o trajeto não seja melhor. O fenómeno é explicado pela alteração do formato da prova, que passa a ser disputada por 24 equipas (mais 20 jogos), bem como pela proximidade geográfica entre Portugal e França.