"Jogadores mereciam apuramento"

Selecionador sub-21 fala em falta de eficácia mas garante que nada há a apontar ao grupo, desde o primeiro treino.

Rui Jorge pediu, antes do desafio com a Polónia, maior eficácia ofensiva, algo que não aconteceu e acabou por ser determinante no adeus ao Europeu. "Mais um jogo em que criámos muitas situações mas em que, em termos de eficácia, mais uma vez, não fomos muito fortes. Tratou-se de um jogo de uma entrega tremenda em que o final nos deixou um sabor amargo, porque não conseguimos uma qualificação que desejávamos e pela qual lutámos. Penso que todos os jogadores mereciam esse apuramento", declarou Rui Jorge.

"Desde o primeiro treino, não temos nada a apontar a estes jogadores em termos de respeito, determinação, caráter e de vontade de vencer e de dignificar bem a nossa camisola. Para mim, como treinador, isso é extremamente gratificante. Em relação a este jogo, porque não fomos apurados, não podemos estar 100 por cento satisfeitos, mas também interessa sublinhar que todos fizemos tudo o que poderíamos para alcançar o melhor resultado possível", sublinhou.

Rui Jorge garante ter ficado "muito triste, sobretudo pelos jogadores". "Senti que tinham uma grande vontade. Encararam esta fase das suas carreiras com muita determinação e muito empenho. Sabiam que era importante, também, para a sua imagem individual e para a sua afirmação estar em momentos importantes. Não conseguiram, mas penso que deixaram uma imagem muitíssimo positiva daquilo que querem e podem fazer para toda a gente ligada ao futebol, que é, no fundo, aquilo que lhes interessa também. Espero que tenham sorte no futuro e que continuem a fazer por merecê-la", terminou