"Itália vai apurar-se, vejo que Portugal cai a pique e depende muito de Ronaldo"

SeleçãoNacional perdeu com a Sérvia e seguiu para o play-off de acesso ao Mundial'2022

 foto Álvaro Isidoro/Global Imagens

Marek Kozminski, segundo principal dirigente do futebol da Polónia, considera que Portugal não irá participar no próximo Mundial

O vice-presidente da Federação Polaca de Futebol, antecipando o play-off de acesso ao Campeonato do Mundo, estimou que Portugal, caso derrote a Turquia, será afastado pela Itália e ficará fora do Catar'2022, denotando que a equipa das Quinas está numa fase de sub-rendimento, assim como Cristiano Ronaldo.

"Vamos defrontar uma equipa [Rússia] do nosso nível e será um jogo equilibrado. A Itália, com alguma dificuldade, também se vai apurar. Portugal está a cair a pique, é muito dependentes de Ronaldo e ele também tem sido menos incisivo. Se um jogador com essa idade joga tanto, é normal que haja redução de forma", atirou Marek Kozminski.

Portugal vai, entre os dias 24 e 29 de março de 2022, disputar a meia-final do play-off ante a Turquia e, se conseguir trinfuar, discutirá uma vaga no Mundial com Itália ou Macedónia do Norte.

Em entrevista ao "TuttoMercato", concedida na antecâmara da entrega da Bola de Ouro relativa à última temporada, Marek Kozminski pensa que o compatriota e avançado Robert Lewandowski deve receber o principal galardão individual do futebol.

"Hoje temos Ronaldo, Messi, Neymar, Mbappé... São jogadores com maior nível de marketing internacional, mas Lewandowski merece a Bola de Ouro. Messi (...) está em pé de igualdade com Lewandowski, por isso é uma questão de gosto pessoal", referiu.