Fernando Santos: "Belisca o quê? A mim não me belisca nada, tenho contrato até 2024"

Fernando Santos

 foto Gonçalo Delgado/Global Imagens

Declarações de Fernando Santos, selecionador nacional, após a derrota com a Espanha na Liga das Nações.

Análise: "Portugal teve oportunidades na primeira parte, estava a faltar alguma coisa mesmo assim. O meio-campo estava um pouco atrasado. Queria pressionar melhor, ganhar mais rapidamente a bola. Às vezes queríamos fazer golo muito depressa. Eles tiveram posse mas muita foi entre os defesas e o guarda-redes. Tivemos alguma dificuldade em ter bola, começámos a recuar linhas. Era importante ter mais posse. A recuar não estava a ser benéfico. Tentei alterar. Introduzi novos jogadores, parecia que precisávamos de bola também pela zona central, precisávamos de alguém mais rápido e o Vitinha é bom nisso. Mas não conseguimos. A equipa estava desligada, acabamos por sofrer um golo. E não pode acontecer. Se temos de defender temos de defender com tudo. Podia dizer que é uma questão de eficiência, mas não é só isso. Acreditávamos que podíamos chegar à final, estamos tristes. Há coisas para melhorar para no Campeonato do Mundo estarmos no topo."

Belisca posição? "Belisca o quê? A mim não me belisca nada. Sofremos um golo no fim. A pergunta que me quer colocar é só essa?"

Resultados da Seleção após conquista do Euro beliscam continuidade? "Tenho contrato até 2024. Mais direto não posso ser."

Ronaldo: "Ronaldo costuma marcar, não marcou. É o futebol. Normalmente esperamos que concretize e não concretizou."

Impacto no futuro: "Só hoje, saímos destroçados. Para o futuro não. No fundo o golo da Espanha é que conta e Portugal perdeu."

A Espanha: "É uma equipa forte. As equipas não deixam de confiar quando há um resultado menos positivo. Agora as críticas vêm para o lado português. Vamos jogar no Mundial com a mesma convicção que tinha antes deste jogo."

Erros: "A equipa evoluiu muito desde a Sérvia. Sofremos um golo numa bola longa e nós complicámos a nossa vida."