Vocalista dos Oasis foi atingido por pai de Rúben Dias em festejos do City: "Não vi nada durante dois minutos"

Vocalista dos Oasis foi atingido por pai de Rúben Dias em festejos do City: "Não vi nada durante dois minutos"
Redação

Momento relatado por Noel Gallagher ocorreu após o tento que consumou a reviravolta citizen ante o Aston Villa

"Pontos no lábio e olhos negros". Este foi o rescaldo de Noel Gallagher, vocalista dos Oasis e célebre fã do Manchester City, sobre os festejos do terceiro golo ao Aston Villa, que valeu o título, por ter sido atingido, nesse momento, pelo pai de Rúben Dias.

"No terceiro golo foi a loucura no estádio. Após saltar e passar o meu filho de um lado para outro, como se fosse o troféu da Premier League, viro-me e o pai do Rúben Dias bate-me com a cabeça ecaio no chão, coberto de sangue. Não vi nada durante uns dois minutos", contou o músico inglês, em declarações à rádio "TalkSport".

Vítima inadvertida do progenitor do central português, que não participou na reviravolta citizen - estiveram a perder por 2-0 - em receção ao Aston Villa, Noel Gallagher, face ao incidente, perdeu os festejos pelo bicampeonato do clube do coração.

"Tive de ser levado [a partir do estádio] para o hospital [de Manchester] de ambulância para ser suturado", continuou o vocalista dos Oasis, que foi interpelado por Pep Guardiola durante a saída do recinto, mas não fez caso do sucedido. "Encontrei o Pep, abraçámo-nos e ele disse 'hey, que te aconteceu à cara?', ao que respondi: ''vai ter com os teus jogadores!'", detalhou o artista britânico, na mesma entrevista à "TalkSport".

Questionado sobre os eventuais danos infligidos ao pai de Rúben Dias, dado o choque de cabeças numa das bancadas do Estádio Etihad, Noel Gallagher referiu que ficou incólume. "Não há uma única marca nele, é um homem grande", findou o músico.

O Manchester City sagrou-se, no passado domingo, bicampeão da Premier League após vencer o Aston Villa (3-2), em jogo da derradeira jornada da competição inglesa, que fora vencida pelos citizens pela sétima vez na história.