Vítor Pereira desculpa-se por "declarar-se" ao Liverpool: "Não fui feliz no que disse"

Vítor Pereira desculpa-se por "declarar-se" ao Liverpool: "Não fui feliz no que disse"
Redação

Técnico criou controvérsia entre adeptos com uma resposta a questão sobre a inutilização de Róger Guedes.

Cinco dias após ter como que sugerido a preferência em treinar o Liverpool, ao invés do Corinthians, clube ao qual chegou em março passado, Vítor Pereira, desculpou-se pela "infeliz" analogia feita depois do jogo com o São Paulo e clarificou o real intuito.

"Não fui feliz no que disse. Às vezes procuro pensar adiantado e interrompo um raciocínio. Não quis comparar o Liverpool ao Corinthians. O que quis dizer é que gostaria de disputar a final da Liga dos Campeões [na qual está o Liverpool] porque isso é um sonho de qualquer treinador. Foi o que eu pensei [naquele momento]", afirmou o treinador do Corinthians, esta sexta-feira, em conferência de Imprensa.

Em 23 de maio, quando questionado sobre a insatisfação de Róger Guedes por não ter sido utilizado no duelo entre Corinthian e São Paulo, Vítor Pereira respondeu: "Eu também queria treinar o Liverpool, mas não posso. Se perguntares, ia a correr treinar o Liverpool. Com todo o respeito ao Corinthians, mas o Liverpool é o Liverpool".

A declaração do técnico, em época de estreia no Brasil, com nove vitórias em 21 jogos disputados até ao momento, criou controvérsia entre a massa adepta do clube brasileiro, mas assegurou "nunca querer ser desrespeitoso" para com o Timão.