"Sou capaz de chegar lá acima novamente"

"Sou capaz de chegar lá acima novamente"

O rocambolesco processo de transferência para o Nice, em 2011/12, acabou por ter um impacto mais negativo na carreira de Yannick do que o próprio imaginaria. Sem dramas, não se esconde.

Quando se lhe pede para explicar por que razão não foi capaz de cumprir o muito que prometera no início da caminhada sénior, Yannick Djaló, aos 28 anos, afasta choradinhos...

Pelo que mostrou logo nas primeiras duas épocas no Sporting, de 2006 a 2008, parecia feito para outro destino. O que é que falhou no guião da sua carreira?

-Para ser sincero, não paro para pensar nisso. Estou convencido de que ainda tenho muito para dar e serei capaz de chegar novamente lá acima, à primeira linha de protagonismo. Quando me transferi do Sporting para o Nice [em 2011/12], perdi seis meses de competição pelas razões que são conhecidas. Aliás, acabei por estar praticamente um ano sem jogar, porque depois fui para o Benfica e, por causa da paragem por razões burocráticas, tive de apanhar a forma e, consequentemente, pouca utilização tive.

O Mordóvia atua sempre num campo sintético nos jogos em casa. Estranhou menos por ter experimentado pisos desses na MLS?

-Nos Estados Unidos só joguei duas ou três vezes em sintéticos. Aqui, como temos passado pouco tempo em Saransk, ainda não tive um contacto permanente com o relvado artificial, mas um dos jogos que fizemos nele foi contra o Lokomotiv, do Manuel Fernandes, e sob forte nevão. É diferente da relva natural, mas faz parte, não me custa, estou a dar-me bem.

Descaído para um dos flancos ou na zona central do ataque: como tem atuado preferencialmente?

-Defendo o lateral, mas depois, sempre que a equipa recupera a bola, tenho liberdade e derivo para dentro. Não sou um extremo de ficar colado à linha.

É assim que se sente bem? Recordo que foi em 4x4x2 que apareceu na alta-roda...

-É, fazia dupla com o Liedson... Sinto-me bem em qualquer posição. Pude evoluir nos Estados Unidos em diversos aspetos, embora tenha perdido rotinas de ponta de lança.