Sá Pinto celebra eficácia do Vasco da Gama

Sá Pinto celebra eficácia do Vasco da Gama

Na quarta partida à frente da equipa do Rio de Janeiro no Campeonato Brasileira, técnico português conquistou primeira vitória neste sábado

O Vasco da Gama esteve longe de ser uma equipa perfeita neste sábado diante do Sport, admite o técnico Ricardo Sá Pinto. Porém, apresentando uma boa evolução, eficiência ofensiva e equilíbrio entre os diferentes setores, conseguiu quebrar a sequência de nove jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro. O treinador comemorou os três pontos a saída da zona de despromoção.

"Vitória de todos nós. Este Brasileirão é muito competitivo, todos jogos serão difíceis. Ganhámos bem hoje, mas o adversário tem valor e pode criar problemas. Não conseguimos ser perfeitos, mas conseguimos ser suficientemente bons para vencermos. Então muitos parabéns à equipa e aos jogadores que estiveram de fora", destacou Sá Pinto.

O experiente técnico destacou também que é normal a equipa não conseguir um equilíbrio absoluto ao longo de toda a partida, sobretudo tendo em vista que se trata de uma equipa em fase de ajustes.

"Não conseguimos estar regulares os 90 minutos, até porque o adversário tem valor, estávamos jogando em casa deles, vínhamos há nove jogos sem ganhar. A equipa tem margem para crescer. A maior contrariedade no momento é que eu queria elevar os índices fisiológicos, mas ao mesmo tempo recuperá-los para quinta. A minha preocupação é recuperá-los para os próximos jogos", disse.

O Vasco da Gama volta a jogar na próxima quinta-feira, quando recebeem casa o Fortaleza, em partida atrasada da 16ª jornada do Brasileirão. "Espero que a equipa consiga recuperar bem para fazermos outro bom jogo contra o Fortaleza. Vai ser um jogo muito difícil", observou. "Foi importante ganhar do Sport, mas mais importante é aquilo que digo. É saber por que se ganha e por que não se ganha. A nossa semana de trabalho, costumo consolidar o que temos de bom e melhorar o que temos de melhorar nos momentos do jogo. Vamos evoluindo. Agora, não é fácil passar uma ideia de jogo em três semanas. Minha ideia era fazer os jogadores ficarem confortáveis nas posições", pontuou o mister do Vasco.