Rui Silva despede-se do Granada: "Um dos dias mais tristes da minha vida"

Rui Silva despede-se do Granada: "Um dos dias mais tristes da minha vida"

Guarda-redes português deverá rumar ao Bétis de Sevilha.

Rui Silva, guarda-redes português em final de contrato com o Granada, recorreu esta terça-feira às redes sociais para partilhar uma extensa mensagem de despedida do clube andaluz.

O jogador, convocado por Fernando Santos para o Europeu, prepara-se para mudar de ares, como o Bétis como destino praticamente certo, e fez questão de publicar um texto emocionado, falando num "dos dias mais tristes" da sua vida.

"Em 2017 aterrei nesta magnífica cidade. Eu era um jovem estranho, tímido e sonhador no que foi a minha primeira aventura longe do meu país. Conheci pessoas maravilhosas que me ajudaram e integraram como mais um. Aprendi rapidamente os valores deste grande clube. (...) Hoje, quatro anos e meio depois, após 128 jogos oficiais, despeço-me com a sensação de ter cumprido o meu dever por ter sempre honrado esta camisa com o maior respeito e profissionalismo. Sinto orgulho e honra em fazer parte da história deste grande clube. Levar-vos-ei sempre no meu coração"; assinala Rui Silva na sua conta do Instagram.

Leia a mensagem de Rui Silva na íntegra:

"Caros Granadinistas!

Hoje é, sem dúvida, um dos dias mais tristes da minha vida, o dia em que me despeço de todos vós.
Em 2017 aterrei nesta magnífica cidade. Eu era um jovem estranho, tímido e sonhador no que foi a minha primeira aventura longe do meu país. Conheci pessoas maravilhosas que me ajudaram e integraram como mais um. Aprendi rapidamente os valores deste grande clube. Cheguei com a ambição de me estabelecer na melhor liga do mundo, mas não foi fácil no início. Tive de aguardar o meu tempo. Tivemos um momento difícil com a despromoção nesse mesmo ano, mas felizmente, dois anos mais tarde, regressámos à elite do futebol espanhol.

Na época passada, face a muitas dúvidas e expectativas, mostrámos porque somos o clube da Luta Eterna. Conseguimos chegar às meias-finais da Copa del Rey e qualificámo-nos pela primeira vez na história do clube para uma competição europeia.

Esta época, e dadas as circunstâncias, mostrámos a todos que os sonhos se realizam, que este grupo empenhado e determinado não tem limites e, mais uma vez, fizemos história ao deixarmos a nossa marca na elite do futebol europeu ao alcançarmos os 1/4 finais da Liga Europa.

Hoje, quatro anos e meio depois, após 128 jogos oficiais, despeço-me com a sensação de ter cumprido o meu dever por ter sempre honrado esta camisa com o maior respeito e profissionalismo.

Sinto orgulho e honra em fazer parte da história deste grande clube.

Levar-vos-ei sempre no meu coração.

Serei mais um Granadinista a celebrar os vossos sucessos.

Muito obrigado por todo o amor.

Até breve família!"