"Regresso à Seleção? Em ano de Mundial, há sempre um bocadinho de esperança"

"Regresso à Seleção? Em ano de Mundial, há sempre um bocadinho de esperança"
Redação

Gonçalo Paciência, avançado de 27 anos do Eintracht Frankfurt, deu uma entrevista ao programa "Frente a Frente", da Betway, e falou sobre a vontade de regressar à Seleção, de Bruno Fernandes, do FC Porto, entre outros temas.

Regresso à Seleção: "Portugal é sempre o patamar mais alto que algum jogador pode atingir. E claramente que sonho. Os meus últimos anos não têm sido perfeitos, com lesões e outros problemas. Mas estou aqui para dar a volta e ir à luta. E em ano de Mundial, há sempre um bocadinho de esperança."

FC Porto: "Se pudesse voltar atrás, era para esses momentos no FC Porto. Se calhar, jogar mais. Na altura, não estava tão preparado como estou hoje. Mas faz parte do crescimento. O meu primeiro golo no FC Porto, se pudesse, vivia outra vez."

Amizade com Bruno Fernandes: "O Bruno conheço desde os 7/8 anos. Porque ele era do Boavista e eu do FC Porto. Sempre foi alguém que fez a diferença no Boavista, mas nunca lhe deram o devido valor na formação. E admiro-o por isso. Por sair cedo para Itália, para o Novara. Quando estávamos em Portugal, eu no V. Setúbal e ele no Sporting, estávamos mais vezes juntos."

Eintracht Frankfurt: "É sempre especial jogar em casa na Liga Europa. Os adeptos gostam muito. Até me arrepio a falar dessas noites. Tivemos grandes jogos com o Shakhtar Donetsk, Milan, Inter, o próprio Benfica. Eu comparo muito os adeptos, a uma escala diferente, a um V. Guimarães em Portugal. A paixão é parecida."