Exclusivo "Rafael Leão pode chegar mais longe, mas o melhor é continuar no Milan"

"Rafael Leão pode chegar mais longe, mas o melhor é continuar no Milan"

Um artigo de opinião de Cláudia Garcia sobre o avançado português, eleito o melhor jogador da Serie A.

Das críticas ao Olimpo dos Deuses do calcio. É lá que mora agora o nosso Rafael Leão. O melhor jogador da Serie A desta época, como era de esperar, é ele, o avançado do Milan, e isso é suficiente para massajar o ego de todos nós portugueses.

Que é um craque, isso já sabíamos. Que é rápido e elegante como raramente se vê em campo também, mas não sabíamos que também podia ser decisivo ao ponto de carregar o Milan nas costas no "match ball" scudetto que o clube viveu nas últimas semanas: Genova, Lázio, Fiorentina, Verona, Atalanta e Sassuolo. Estes foram os seis jogos decisivos em que o Milan não podia falhar para conquistar o título italiano. Em todos eles, Leão deixou marca: com golos ou com assistências, foi quase sempre o melhor em campo. A maturidade desportiva que alcançou aos 22 anos é admirável. É ele a estrela deste 19.º scudetto rossonero, que deixa o Milan a "um" campeonato de conquistar a segunda estrela na camisola.