Paulo Bento chega à Coreia do Sul e já pensa na Taça Asiátia e Mundial'2022

Paulo Bento chega à Coreia do Sul e já pensa na Taça Asiátia e Mundial'2022

Paulo Bento chegou acompanhando pelos adjuntos Sérgio Costa, Filipe Coelho, Vítor Silvestre Pedro Pereira.

Paulo Bento, novo selecionador da Coreia do Sul, manifestou esta segunda-feira a ambição de conquistar a Taça Asiática e de preparar a equipa o melhor possível para o Mundial'2022, no Qatar.

"Tentarei fazer progressos com esta equipa com paixão e fazer uma boa preparação para a Taça Asiática e o Mundial", afirmou Paulo Bento aos jornalistas à chegada ao aeroporto internacional de Incheon, que serve a capital, Seul, citado pela agência de notícias Yonhap.

Paulo Bento chegou acompanhando pelos adjuntos Sérgio Costa, Filipe Coelho, Vítor Silvestre (treinador de guarda-redes) e Pedro Pereira (preparador físico).

O antigo selecionador português, de 49 anos, disse que se vai focar primeiro na Taça Asiática de 2019 e tentar leva a seleção sul-coreana à conquista de um troféu que lhe escapa desde 1960.

"Ouvi dizer que a Coreia do Sul tem ficado em segundo e terceiro. Vou tentar ajudar a Coreia do Sul a vencer desta vez", afirmou Paulo Bento.

Sobre o tipo de jogo que pretende introduzir na equipa, o português afirmou que "cada treinador tem o seu estilo" e que, em primeiro lugar, terá de conhecer os jogadores. "Vamos criar o nosso próprio estilo para atingirmos o objetivo", acrescentou.

A Associação de Futebol da Coreia (KFA) indicou que Paulo Bento dará uma conferência de imprensa na quarta-feira para dar a conhecer as duas ideias e os seus planos para a seleção asiática.

Anunciado como selecionador na sexta-feira, Paulo Bento tem estreia marcada para 7 de setembro, num jogo particular com a Costa Rica, antes de enfrentar o Chile, no dia 11.

Paulo Bento iniciou a sua carreira de treinador em 2005 no Sporting, com o qual conquistou a Taça de Portugal por duas vezes, e assumiu o cargo de selecionador português em 2011, levando a equipa nacional ao Euro'2012, em que atingiu as meias-finais, e ao Mundial'2014, no qual foi eliminada na primeira fase.

Paulo Bento foi afastado do cargo após a derrota no arranque de qualificação para o Euro'2016, que Portugal viria vencer sob comando de Fernando Santos.

O Cruzeiro, do Brasil, em 2016, o Olympiacos, com qual se sagrou campeão grego em 2017, e os chineses do Chongqing Lifan, já este ano, foram os passos seguintes do percurso de Paulo Bento, que, enquanto jogador, passou por Estrela da Amadora, Vitória de Guimarães, Benfica, Oviedo e Sporting.