Palmeiras empata, Abel queixa-se da arbitragem: "Deus não se mete no jogo..."

Palmeiras empata, Abel queixa-se da arbitragem: "Deus não se mete no jogo..."
Redação

O Palmeiras empatou na visita ao Avaí (2-2), mas a formação treinada pelo português Abel Ferreira mantém o comando no Brasileirão

Sobre o jogo: "Dar os parabéns aos meus jogadores e dizer que fizemos de tudo para ganhar o jogo. Virámos e tivemos três chances para vencer, mas o guarda-redes adversário fez uma defesa e impediu q nossa vitória. A nossa equiopa lutou e tentou, mas é isso. O nosso adversário teve duas oportunidades na segunda parte, fez um golo e é isso. Continuamos o nosso caminho"

A arbitragem: "Temos cada vez mais consciência que os adversários contra nós dão a vida. O Arthur Chaves a cada corte que fazia festejava, mas deveria ter sido expulso aos 36 minutos por ter dado uma cotovelada no Rony, mas o árbitro não deu falta nem amarelo. A atmosfera dos campos que vamos é a de que querem nos vencer. Merecíamos sair com os três pontos, mas nem sempre o melhor vence. Saímos daqui com um ponto"

A quantidade de jogos: "Sou religioso e rezo. Pela quantidade de jogos que há, só rezo. Vocês estão vendo a quantidade de jogadores lesionados em jogos do Flamengo, Atlético-MG, Corinthians... Não sou mágico, só peço para ter saúde. Não peço para nos ajudar no jogo porque Deus não se mete no jogo, mas que nos dê saúde para jogar. Não sei qual será o futuro, sei que temos uma série de jogos decisivos com dois dias de intervalo. Isso só acontece num lugar no mundo, talvez os outros lugares estejam errados."