"Não é nosso objetivo vender o Rafael Leão, se bem que..."

"Não é nosso objetivo vender o Rafael Leão, se bem que..."
Rodrigo Cortez

Tópicos

Luís Campos traça a O JOGO o ponto da situação do avançado do Lille, uma das revelações da última Ligue 1 e internacional sub-20 português.

Associado recentemente ao interesse de clubes como o Valência ou o Everton, entre outros, Rafael Leão foi de férias com a ideia de disputar a próxima temporada ao serviço do Lille, clube que o contratou por indicação de Luís Campos, depois de alegar justa causa para rescindir com o Sporting.

O avançado fez 20 anos no passado dia 10 e apontou oito golos na liga francesa, despertando atenções, conforme confirma a O JOGO Luís Campos, conselheiro desportivo do presidente Gérard López. "O Rafael Leão tem muitos pretendentes, mas não é nosso objetivo vendê-lo. Se bem que às vezes se apresentam condições impossíveis de recusar", comentou o português sobre este avançado que recentemente representou a Seleção Nacional de sub-20 no Mundial da categoria. "A equipa portuguesa fez globalmente uma exibição que considero negativa, mas, na minha opinião, o Rafael até foi dos que estiveram melhor; foi dos que conseguiram sobressair um pouco", assinalou.

É natural, portanto, que o interesse de outros clubes não tenha esmorecido. "O futuro dele? Veremos. O que queremos é que ele continue a progredir. Se for aqui, melhor, mas se for num outro clube, tudo bem na mesma. De qualquer forma, aconteça o que acontecer fico contente, desde que sinta que ele continua a evoluir. O futebol francês não é como o português em relação às cláusulas de rescisão - aqui, elas não existem. E nem toda a gente pode ter Ferraris em casa; às vezes têm de se vender. Rafael Leão é um jogador com muito futuro, a nossa ideia é mantê-lo aqui, mas se chegarem propostas irrecusáveis, não poderemos dizer que não."