Lage, o penálti "muito suave" contra o Leeds e elogios para um reforço

Lage, o penálti "muito suave" contra o Leeds e elogios para um reforço
Redação

Declarações de Bruno Lage, treinador do Wolverhampton, após sofrer, aos 90+4 minutos, o golo que significou o 1-1 na visita ao Leeds, para a nona jornada da Liga inglesa.

Análise do resultado: "Isto é futebol. Da mesma forma que ganhámos três pontos com o Aston Villa, hoje [sábado] foi a nossa vez de perder dois. Quando se olha para o jogo, penso que podemos aceitar o resultado, mas, quando se olha para o que fizemos, penso que não concedemos demasiadas oportunidades, apenas uma quando tentámos jogar por trás e perdemos a bola".

Controlo: "Fizemos o que tínhamos de fazer para controlar o Leeds, mas o que precisamos de fazer melhor é ter mais tempo com a bola e não a tivemos. É sempre muito difícil jogar contra equipas que defendem assim, seguem homem a homem, e os jogadoresda frente não têm o espaço que normalmente têm. Foi difícil para nós ter a bola, mas os rapazes fizeram um trabalho fantástico porque correram durante 90 minutos".

Penálti: "Do meu ponto de vista, foi muito suave, mas fomos muito brandos, porque apenas um jogador leva três ou quatro com ele. Entrou na área, e depois na caixa, os toques suaves podem acontecer e ele ganhou um penálti. Mas penso que perdemos dois pontos da mesma forma que ganhámos três na semana passada. Foi desapontante."

Hwang: "Ele está bem. Sabíamos, quando o trouxemos, a qualidade que tem, porque o seguimos durante três ou quatro anos e estamos felizes. Estamos muito contentes com o trabalho de Hwang e de todos os nossos alas. Começámos com Hwang e Adama, por vezes Adama à esquerda, hoje ele estava à direita. Eles têm de trabalhar arduamente quando não temos a bola e saíram-se muito bem".

Sobre a defesa: "Estou satisfeito com a forma como defendemos. As hipóteses que eles tiveram foram cruzamentos e bolas longas e nós estivemos lá".