"Não estamos na época em que portugueses vêm para cá e descobrem o futebol"

"Não estamos na época em que portugueses vêm para cá e descobrem o futebol"
Redação

Abel Ferreira já tinha merecido algumas críticas por parte de Cuca e, agora, o tom subiu particularmente com a conferência do treinador do Atlético Goianiense, Jorginho.

A ida de Abel para os balneários na decisão dos quartos-de-final da Libertadores continua a dar que falar no Brasil. Jorginho, treinador do Atlético Goianiense, que já tinha criticado o técnico português, explicou o que aconteceria caso o mesmo comportamento fosse feito por um líder de equipa técnica brasileiro.

"Se um treinador brasileiro fosse para dentro do balneário ouvir música na hora do penálti, ele seria chamado de covarde. Mas como ganhou, nada acontece, está tudo certo", referiu, em declarações à imprensa.

Jorginho subiu o tom e teceu uma crítica mais geral ao treinador português, lembrando que o futebol já foi inventado no Brasil e que haveria trabalhos mais complicados para o atual bicampeão sul-americano.

"O Abel é muito bom treinador e ponto final. Não está em discussão a questão da capacidade dele. O que está em discussão, principalmente nesta situação, é que ele não descobriu o futebol. Nós não estamos na época em que portugueses vêm para cá e descobrem o futebol! O que aconteceu com o Jorge Jesus foi extraordinário, o que está a acontecer com o Abel também, mas é porque têm um plantel como o Flamengo e como o Palmeiras. Eu quero vê-lo fazer o que está a fazer aqui no Atlético Goianiense. Vem para cá para ser campeão brasileiro", explicou.