Jorge Jesus ao ataque: "Aqui é mais importante jogar contra Senegal e Nigéria"

Jorge Jesus ao ataque: "Aqui é mais importante jogar contra Senegal e Nigéria"

Treinador português não poupou a CBF e Tite a propósito da convocatória da seleção brasileiro para jogos de preparação.

O Brasil vai defrontar as seleções do Senegal e da Nigéria a 10 e 13 de outubro, respetivamente, em jogos de preparação e, na convocatória do selecionador canarinho, Tite, surgem os nomes de Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa, jogadores do Flamengo e dois dos pilares da equipa rubro-negra.

A esse propósito, Jorge Jesus, treinador do líder do Brasileirão, deixou críticas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Tite devido ao desfalque que o duplo compromisso do "escrete" vai representar para o "Fla", assim como para outros emblemas sul-americanos, uma vez que os campeonatos não param durante a jornada internacional.

"Vamos perder os convocados pelo Brasil e o Arrascaeta [Uruguai]. Num momento muito complicado, decisivo para o campeonato. Não entendo muito bem, porque a seleção do Brasil disse que era convocado um jogador por equipa para não ter interferência direta. Se olharmos para a Argentina, teve o cuidado de não convocar nenhum jogador do Boca e do River, que estão em competições importantes para o futebol argentino. Mas aqui é mais importante jogar contra Senegal e Nigéria... É muito mais importante, mas financeiramente, pelos cachês que se pagam às seleções. Mas quem paga aos jogadores são os clubes, não é a seleção. Acho que os clubes precisam de ter um pouco mais de força sob o que é o seu produto, e o seu produto é o jogador", atirou o técnico português, após a vitória do Flamengo sobre o Cruzeiro (2-1).