Joel de Castro no arranque do Nacional de Cabo Verde

Joel de Castro no arranque do Nacional de Cabo Verde

O campeonato nacional de futebol de Cabo Verde arranca no próximo sábado e conta, pela primeira vez, com um treinador português, Joel de Castro, que se sagrou campeão regional pelo Spartak do Fogo, estreante na prova.

Joel de Castro, 30 anos, natural de Castelo Branco, é o primeiro técnico português a orientar uma equipa de futebol em Cabo Verde, o Spartak do Fogo, conquistando o título regional logo no ano de estreia e o direito a disputar o campeonato nacional.

Assumindo que quer fazer história e deixar a sua marca no clube cabo-verdiano, Joel de Castro traçou agora como objetivo fazer uma boa campanha no nacional de futebol, no qual faz a sua estreia absoluta no grupo A, recebendo o Derby, o segundo representante de São Vicente.

Nos outros jogos do grupo A, considerado o mais equilibrado e com apenas uma equipa que já foi campeã nacional (Derby), a Académica da Boavista medirá forças com o Paulense, de Santo Antão Norte, e a Académica do Porto Novo, região de Santo Antão Sul, vai receber o Académico 83 do Maio.

Já no grupo B, considerado o mais forte e com três equipas que já foram campeãs nacionais, o bicampeão Mindelense começará a defesa do título recebendo a Ultramarina de São Nicolau, uma equipa com história na prova e que quer fazer boa figura.

Nos outros jogos, o Boavista da Praia, equipa que também aposta muito na conquista do título, vai a Santiago Norte apadrinhar a estreia do Beira Mar, enquanto o Académico do Sal, outra das equipas tradicionais cabo-verdianas, jogará com o Sporting da Brava.

Das 12 equipas, apenas Mindelense, Derby, Boavista da Praia e Académico do Sal já se sagraram campeãs nacionais, com vantagem clara para o Mindelense, que, de acordo com dados oficiais, conta com 16 títulos conquistados, embora os dirigentes do clube reivindiquem 19 conquistas.

O quadro dos vencedores do campeonato cabo-verdiano, cuja primeira edição se disputou em 1959, divide-se em duas partes, antes (15 provas) e depois (38) da independência, a 05 de julho de 1975.

Até essa data, a região da ilha de São Vicente conquistou nove títulos, repartidos pelas equipas do Mindelense (seis), Académica do Mindelo (dois) e Castilho (um).

As restantes seis edições foram ganhas pelas equipas de Santiago Sul: Sporting da Praia (dois), Travadores (dois), Boavista (um) e Académica (um).

A partir de 1975, o Mindelense conquistou dez títulos, contra nove do Sporting da Praia, seguido pelos Travadores de Santiago (quatro), Académica do Mindelo (três), Derby (três) e do Boavista da Praia (três).

Castilho (São Vicente), Botafogo (Fogo), Académica da Boavista e Amarante (São Vicente), 11 Unidos (Maio), Sal-Rei (Boavista) e Académico (Sal) têm um título nacional cada.

Este será o primeiro campeonato cabo-verdiano que terá Vítor Osório como presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), após as eleições de abril passado, em que substituiu Mário Semedo, que já estava no cargo há quase 16 anos.