Paulo Sousa apontado ao Roma: "Gostava, claro. É um objetivo meu"

Paulo Sousa apontado ao Roma: "Gostava, claro. É um objetivo meu"

Treinador português está livre desde que deixou o futebol chinês

Paulo Sousa está a ser apontado, em Itália, ao cargo de treinador do Roma, para ocupar o lugar de Eusebio Di Francesco, que não está a corresponder ao esperado, com a equipa a ocupar o nono lugar na Série A, isto num ano em que investiu no reforço do plantel.

O treinador português, que está sem clube, foi confrontado com a hipótese, em entrevista à Sky, e mostrou-se receptivo "Gostava, claro. Sempre disse isso. É um objetivo meu. Depois de sair da Fiorentina as minhas expectativas mudaram. Quero treinar uma equipa que possa competir pelo campeonato e por ir longe na Liga dos Campeões. Na altura o timing não era bom e tive de tomar outras decisões. Mas é um objetivo meu, seja a Roma ou outra equipa do género"

Paulo Sousa sublinhou que, apesar dos rumores, não foi contactado pelo clube. "Não, nunca. Gosto de Itália, foi onde mais cresci", referiu.

Eusebio Di Francesco, confrontado com as declarações do português, preferiu não comentar e, entretanto, o agente do português veio esclarecer o que disse Paulo Sousa, afastando qualquer desrespeito para o atual treinador do Roma. "Ele limitou-se a responder a uma pergunta. Deveria ter dito que não? Não houve intenção de faltar ao respeito a quem quer que fosse, muito menos ao Di Francesco", sublinho Bruno Moioli à ReteSport.