"O que Pedro Caixinha diz é de alguém paranóico"

"O que Pedro Caixinha diz é de alguém paranóico"

Tommy Wright, treinador do St. Johnstone ficou incrédulo com o treinador português, que acredita que alguém informou o onze do Rangers ao adversário

Estalou o verniz entre Pedro Caixinha, treinador do Rangers e Tommy Wright, técnico do St.Johnstone.

As duas equipas defrontam-se nesta sexta-feira à noite, para o campeonato escocês e o português acredita que, no último frente-a-frente, referente à época passada, alguém no clube comunicou o onze inicial ao adversário.

"Na última época, treinámos às dez horas no dia anterior ao jogo. Normalmente, nesse dia, saberíamos o onze que iria jogar. Sabem a que horas o St. Johnstone treinou nesse dia? Às doze. Sabem porquê? Por causa das fugas de informação, esperaram para ter o onze e treinar depois disso", atirou o treinador português.

A resposta de Tommy Wright foi arrasadora.

"O que ele diz é de alguém paranóico. Não recebi a equipa dele na época passada, surpreende-me que ele tenha dito que sim. Não mudámos o nosso regime de treino nem esperámos que eles terminassem o treino para conhecer a equipa", respondeu o treinador do St.Johnstone, num tom altamente crítico dirigido a Pedro Caixinha.

"Ele, obviamente, tem problemas. Diz que tem um espião no centro de treinos dele e parece que tem outro no nosso centro para ser capaz de dizer que nós mudámos o plano de trabalho, mas isso nunca aconteceu. Tentámos adivinhar a equipa deles, que é algo que qualquer treinador faz, mas ninguém me comunicou o onze", prosseguiu Wright, que deixou conselhos ao português:

"Os seus jogos psicológicos estão a funcionar, ele está matriculado em algum curso numa universidade em Portugal e eles devem estar a dizer-lhe que é assim que se fazem as coisas. O seu foco deveria estar em perseguir o Celtic e garantir que não são campeões pela décima vez consecutiva", finalizou.