Villas-Boas fala em "má experiência" em Inglaterra e pensa no Japão

.

"Sou uma espécie de hippie", afirma o ex-treinador do FC Porto.

Presente no Web Summit, em Lisboa, André Villas-Boas recordou a passagem por Inglaterra, onde treinou Chelsea e Tottenham depois de conquistar uma Liga Europa ao leme do FC Porto, entre outros títulos. O treinador português abordou a experiência em terras de Sua Majestade e reconhece que olhou muito para o futuro "sem respeitar o curto prazo".

"A experiência em Inglaterra foi má por razões diferentes, não houve flexibilidade com as minhas ideias. Olhei muito para o futuro sem respeitar o curto prazo e paguei os custos disso. Na segurança, no emprego, não pensei nisso, não encontrei o balanço correto, os resultados foram fracos e ao fim e a o cabo a visão a longo prazo perdeu-se", disse, colocando no horizonte uma eventual experiência no futebol japonês, conforme confessou:

"Sou uma espécie de Hippie, o futebol levou-me à China, Rússia, pode levar-me à Ásia outra vez, tenho um grande fascínio pelo Japão. Não sei ainda, porém. Mas gosto de treinar e de retirar prazer disso", finalizou AVB.