Há treinadores com vida difícil e Abel que o diga: 18 baixas para a Libertadores

Há treinadores com vida difícil e Abel que o diga: 18 baixas para a Libertadores

Técnico do Palmeiras vai ao Equador defrontar amanhã o Delfín e tem 14 infetados por covid-19 no grupo.

Uma verdadeira razia. Abel Ferreira tem 18 baixas para a deslocação ao Equador, na primeira mão dos oitavos de final da Taça dos Libertadores, frente ao Delfín.

A covid-19 é a grande responsável pelas limitações no plantel, somando-se 14 casos no plantel. Na baliza, Jaílson está fora há dois jogos devido ao vírus e o terceiro guardião Vinicius também está infetado. Empereur, Kuscevic, Hinestroza, Veron, Willian, Raphael Veiga, Scarpa, Breno Lopes, Aníbal, Quiñonez e Pedro Acacio terão contraído o vírus no Brasil, já Viña testou positivo depois da presença na seleção uruguaia.

A estes juntam-se cinco lesionados. Felipe Melo teve uma operação ao tornozelo e Wesley tem uma lesão no joelho esquerdo. Voltam daqui a quatro meses. Luan recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo e Luiz Adriano tem problema na coxa esquerda.

O jogo de amanhã à noite será, assim, de grande dificuldade para Abel, que terá, ao que tudo indica, possibilidades de recuperar alguns atletas infetados para a segunda mão, a 2 de dezembro.