Golden Boy: Félix recebe o troféu bem acompanhado e nem o Benfica vai faltar

Golden Boy: Félix recebe o troféu bem acompanhado e nem o Benfica vai faltar
Manuel Queiroz

Tópicos

Internacional português estará em Turim, com o apoio de familiares e também de Jorge Mendes e Rui Costa.

João Félix recebe esta segunda-feira o troféu Golden Boy"2019 em Turim, no OGR, o antigo edifício industrial das grandes reparações de comboios de Itália, reconvertido agora em centro cultural e de inovação depois de um investimento de cem milhões de euros.

O atual n.º 7 do Atlético de Madrid é distinguido como o melhor jogador sub-21 da Europa em 2019 e chega a meio da tarde, em avião privado, acompanhado de uma grande delegação do clube, com o presidente, Enrique Cerezo, o diretor desportivo, Andrea Berta, e os responsáveis da comunicação. Também viajarão os pais, Carlos e Carla Félix, a namorada, Margarida Corceiro, e alguns amigos. Além deles, o empresário Jorge Mendes também não faltará, até porque vai receber um prémio. O Benfica, onde João Félix atuou na época passada, será representado por Rui Costa, nome de grande prestígio em Itália.

O prémio é entregue em Turim por ser a cidade onde tem sede o diário desportivo "Tuttosport", que o lançou em 2003. A ideia foi do jornalista Massimo Franchi e o Golden Boy já foi entregue a Rooney, Messi e Aguero. Os últimos três distinguidos foram Renato Sanches, Mbappé e Matthijs de Ligt.

A gala, apresentada pela jornalista Federica Lodi, da Sky Italia (que tem o exclusivo das imagens), dura 90 minutos e começa às 19h00 (18h00 em Portugal continental). E tem outros motivos de interesse: serão entregues prémios a Jorge Mendes (Golden Agent, porque João Félix foi a maior transferência do verão), Fabio Paratici (Juventus) será o Golden Manager, o selecionador italiano, Roberto Mancini, receberá o troféu Vittorio Pozzo e Claudio Marchisio, recentemente retirado, o prémio com o nome do falecido jogador da Juventus Gaetano Scirea. A Golden Girl é a italiana Giada Greggi (AS Roma), Donnarumma, guarda-redes do Milan, recolhe o prémio de melhor italiano sub-21 e a distinção de carreira vai para Silvio Berlusconi, 83 anos, antigo dono do Milan e hoje a comandar o Monza (III divisão), e que será representado pelo seu irmão, Paolo.