"Foi fácil ver que o Renato Sanches era um jogador para outro nível"

"Foi fácil ver que o Renato Sanches era um jogador para outro nível"
Redação com Lusa

Paulo Fonseca, treinador do Lille, concedeu uma entrevista à Eleven Sports. Confira alguns dos destaques.

Renato Sanches rumou ao PSG: "Um excelente jogador. Não estive muito tempo com ele. Não participou em muitas sessões. Mas foi fácil de ver que é um jogador de muita qualidade. Para outro nível. Além de que é uma excelente pessoa. É um cenário que já sabia que podia acontecer. Ainda bem para ele. Desejo-lhe a maior sorte, menos jogos que nos defrontamos."

Portugueses no mercado francês: "Os portugueses dão cartas em quase todos campeonatos. Ao longo dos últimos anos, tem vindo jogadores tão talentosos que acabam por confirmar a sua qualidade. E é fruto do trabalho que se faz em Portugal. Sobretudo com a entrada do Fernando Gomes para a Federação. Acho que todos evoluímos. Jogadores, treinadores e até diretores desportivos. Portugal é um país pequeno, há muito talento. É um mercado apetecível para os principais campeonatos. Tenho pena que não haja tantos portugueses nos principais campeonatos, como deviam. Mas acho que o treinador português tem qualidade para vir e permanecer nestes campeonatos."

Treinou também Diogo Jota: "Apanhei o Jota muito jovem, ainda muito jovem. Com idade júnior. Era difícil prever que chegaria ao Liverpool. Mas já se percebia que era diferenciado. Muito inteligente, tecnicamente forte. Muito corajosa a assumir situações de um para um. Estou surpreendido por ter chegado ao Liverpool, mas chegou de forma meritória. E se calhar não para por aqui."

Acerca do capitão José Fonte: "Tem sido muito importante para nós equipa técnica. Tem ajudado em diversos aspetos. Não o conhecia. Já tinha uma imagem dele. E o que tinha saiu reforçado. Além de ser um excelente profissional, é também um jogador inteligente. Está a surpreender-me sobretudo na construção. Diziam que não era um aspeto forte nele e tenho visto o contrário. É uma voz muito ativa no balneário. Temos uma relação muito estreita com ele."

Alexsandro trocou o Chaves pelo Lille neste defeso: "Este ano vi alguns jogos da II Liga. E em conversa com o meu agente, falámos num central que estava no Chaves. Tive a curiosidade de ir ver e fiquei extremamente agradado. Do ponto de vista físico, é muito poderoso, muito agressivo, impetuoso e rápido. Mas precisa de ser moldado. É uma nova realidade para ele. Há alguns princípios que não domina, mas estamos a trabalhar para que ele os possa conhecer melhor. É um jovem com grande futuro, porque tem uma qualidade imensa."