Ekotto não percebia exercício, mas elogiou "génio tático" de Villas-Boas

Ekotto não percebia exercício, mas elogiou "génio tático" de Villas-Boas
Redação

Ekotto não teve uma relação com espetacular com Villas-Boas no Tottenham, mas reconhece qualidades ao treinador português.

Benoit Assou-Ekotto, ex-lateral do Tottenham, elogiou uma particularidade em que André Villas-Boas era um "génio". "Taticamente ele era bom", comentou o franco-camaronês, de 37 anos, numa entrevista ao The Athletic.

Ainda assim, a relação dos dois durante os tempos no clube londrino não foi a melhor de sempre, como deu conta o jogador. "Villas-Boas era jovem e estava a aprender. O problema é quando ganhas a Liga Europa e chegas ao Tottenham a pensar que as tuas ideias são as melhores. Mas eu não fui o único a não gostar. Ninguém compreendia um exercício dele com três balizas. Eu não jogo contra três equipas e três balizas se não me explicarem. Não queria ouvir ninguém. Eu disse-lhe: 'Depois do que vou dizer, nunca vais gostar de mim, mas olha, José Mourinho fez Eto'o jogar a lateral'. E penso que foi aí que tudo acabou", afirmou.

Villas-Boas esteve um ano e meio nos spurs e continua a deter o recorde de melhor média de pontos de um treinador na história do clube: em 80 jogos, venceu 44.