"Como é que deixaram o Liverpool contratar Diogo Jota por 45 milhões de euros?"

"Como é que deixaram o Liverpool contratar Diogo Jota por 45 milhões de euros?"

Avançado atravessa momento sublime no Liverpool.

Menos de dois meses depois de ter sido contratado ao Wolverhampton, Diogo Jota tornou-se no nome do momento no Liverpool.

A coroar uma série de boas exibições, com vários jogos consecutivos a faturar, o avançado português apontou nada menos do que um hat-trick em casa da Atalanta, em jogo da terceira jornada da fase de grupos da Champions, e deixou a imprensa britânica de queixo caído.

Aos muitos elogios, quer das próprias publicações, quer de vários comentadores televisivos, juntou-se uma observação curiosa do jornal Liverpool Echo, que, apesar dos 45 milhões desembolsados pelos "reds", considera Jota "um negócio impressionante" para o clube de Anfield.

"Como é que deixaram o Liverpool contratar Diogo Jota aos Wolves por 45 milhões de euros?", começa por questionar a publicação, num texto intitulado "Diogo Jota abana alicerces do Liverpool e os Wolves devem estar zangados".

"Dado que apenas três jogadores custaram mais do que ele na história dos 'reds', não estamos a falar de uma verba insignificante. Mas, mesmo apenas com provas iniciais, parece ter sido um negócio impressionante, assim como os milhões gastos em Salah ou Sadio Mané", acrescenta o Liverpool Echo, que conclui com nota alta para o... diretor desportivo: "A noite [de terça-feira] foi de Jota. O diretor desportivo do Liverpool, Michael Edwards, acertou outra vez".