"O mais razoável é pensar que João Félix vai sair"

"O mais razoável é pensar que João Félix vai sair"
Alexandre Dionísio

Principal acionista dos colchoneros "adoraria" que o internacional português ficasse no clube, mas admitiu que "essa não é a ideia do jogador".

Miguel Ángel Gil Marín, CEO do Atlético de Madrid, admitiu esta terça-feira que João Félix deverá sair do clube num futuro próximo.

O dirigente prestou declarações à televisão espanhola a partir de Doha, no Catar, onde está a acompanhar o Mundial'2022 e, quando questionado sobre o avançado português, abriu-lhe a porta de saída, dando a entender que é essa a sua vontade.

"É a maior aposta que o clube fez nesta temporada. Creio que tem um nível mundial máximo, mas por causa da relação com o mister, os minutos jogados, a sua motivação... O razoável é analisar se chega alguma opção de saída. O razoável é pensar que vai sair, ainda que adoraria que ficasse, mas essa não é a ideia do jogador", garantiu o principal acionista dos colchoneros.

Félix, de 23 anos, leva quatro golos e três assistências em 18 jogos disputados esta época pelo Atlético de Madrid, que o contratou ao Benfica no verão de 2019, a troco de 126 milhões de euros.

Após um início de época em que até começou como titular habitual, o avançado passou a ser lançado quase sempre na fase final dos jogos do Atlético até à pausa para a realização do Mundial'2022, tendo inclusive demonstrado alguns sinais de frustração.