Carlos Queiroz mostra-se disponível para novo contrato com o Irão

Carlos Queiroz mostra-se disponível para novo contrato com o Irão

Treinador português já ameaçou deixar a seleção iraniana em várias ocasiões, mas poderá permanecer por mais um ano.

O português Carlos Queiroz afirmou esta sexta-feira estar disponível para assinar um novo contrato com a federação de futebol do Irão que se prolongue até o final da Taça da Ásia de 2019.

O antigo treinador do Real Madrid e da seleção portuguesa de futebol disse à agência de notícias Associated Press (AP) que a assinatura do contrato depende de uma garantia de total apoio da federação de futebol daquele país.

Carlos Queiroz está à frente da seleção nacional de futebol do Irão desde 2011, mas desde o afastamento da Mundial'2018 as duas partes não conseguiram chegar a um acordo.

"Durante este período, tive várias oportunidades de todo o mundo, mas nunca fechei a porta ao Irão", explicou o treinador à AP. "Eu preciso de ter a certeza de que a federação apoiará totalmente a preparação para a Taça da Ásia de 2019", acrescentou.

O Irão é a primeira seleção asiática no ranking da FIFA, mas não é campeão continental desde 1976.

"Vou a Teerão na sexta-feira, na sequência de conversas anteriores (...). Se eu não acreditasse que tudo estaria pronto, não viajaria, mas confio que posso assinar um novo contrato", afirmou. "As minhas condições específicas são a garantia de apoio financeiro e total compromisso com os preparativos da Copa da Ásia. Não podemos cometer erros como no passado", concluiu.

Nos sete anos à frente do Irão, Queiroz expressou repetidamente a sua insatisfação com a falta de campos de treino e de jogos amigáveis.