Bernardo Silva e João Cancelo entre os melhores perfis técnicos da Europa

Bernardo Silva e João Cancelo entre os melhores perfis técnicos da Europa
Redação

Critérios do Observatório Internacional do Futebol selecionaram os melhores perfis técnicos a atuar nas ligas europeias. Ases pelos ares e craques que decidem como nenhum outro: um vasto estudo, com base em vários critérios, revelou quais os futebolistas que melhor preenchem perfis técnicos de jogo.

Há dois internacionais portugueses na lista dos melhores futebolistas em função dos perfis técnicos e exigências dos jogos: João Cancelo e Bernardo Silva, ambos da Manchester City. Trata-se de uma avaliação, por critérios previamente definidos, elaborada pelo Observatório Internacional do Futebol - CIES e que engloba todos os jogadores de 32 ligas europeias.

João Cancelo, por exemplo, é considerado o defesa com melhor desempenho no binómio jogo/distribuição ("ground blocker playma-ker"), enquanto Bernardo Silva é considerado o melhor em quase todos os critérios que um médio pode assumir, uma espécie de todo-o-terreno nas áreas e processos defensivos, como essencial no capítulo dos passes e a desenvencilhar-se de adversários driblando-os.

Outro jogador em destaque nesta lista, ontem divulgada, é o ex-FC Porto Éder Militão. O central brasileiro do Real Madrid é o melhor nos critérios exigidos a um defesa: jogo aéreo e no solo. Ao seu lado, outro central, o neerlandês do Liverpool, Virgil van Dijk, completíssimo no jogo aéreo, mas também no capitulo das recuperações de bola.

Estes melhores em todos os critérios são essencialmente jogadores dos campeonatos inglês e espanhol, mas há dois intrusos da liga alemã: o óbvio e omnipresente nas áreas adversárias Robert Lewandowski e o enérgico Thomas Muller, ambos do Bayern de Munique.

O ponta-de-lança polaco é imbatível nos critérios de finalização e no jogo aéreo ao ataque, ao passo que o internacional germânico é, também ele, um todo-poderoso nos itens que definem um avançado: distribuição e passe, definição, drilble, gerador de oportunidades, rematador e jogo aéreo.

Uma nota especial para Bukayo Saka, promessa inglesa de 20 anos, ao serviço do Arsenal (o único emblema não campeão nos últimos anos de toda a lista), considerado o que cria mais oportunidades de golo (para si ou para os colegas) e o que tem mais assistências, graças ao número de passes bem definidos e cruzamentos. É, por isso, o extremo mais valioso de uma lista que tem, ainda, nomes como Benzema (mais remates e assistências) e Vinicius Júnior (mais passes dribles e remates), ambos do Real Madrid, assim como David Alaba, o defesa mais recuperador.