Vítor Pereira dispara: "Deve estar a brincar comigo. Sabe quanto dinheiro tenho no banco?"

Vítor Pereira, treinador português do Corinthians

 foto AFP

Treinador português do Corinthians respondeu com assertividade a uma questão sobre o eventual receio de ser demitido.

O Corinthians saiu derrotado da receção ao Palmeiras (0-1), na madrugada deste domingo e, após a partida, Vítor Pereira respondeu de forma assertiva às perguntas dos jornalistas.

Apesar de o Timão ocupar o segundo posto - à condição - da classificação do Brasileirão, houve quem questionasse o técnico português sobre a pressão resultante do cargo que ocupa. A resposta surgiu sem rodeios.

"Deve estar a brincar comigo... Deve estar a brincar comigo com essa pergunta. Eu, nesta fase da minha vida, da minha carreira, ter medo de perder o emprego? Sabe quanto dinheiro tenho no banco, amigo? Tenho a vida estabilizada, não preciso... Estou aqui no Corinthians, se não for no Corinthians é noutro clube qualquer. E quando eu quiser. Isso sobre poder sair passa ao lado", atirou Pereira, que, a meio da semana, foi eliminado da Taça Libertadores.

O resultado de ontem, aos olhos do treinador luso, foi injusto. "Sobre o jogo, fomos melhores, jogámos para ganhar. O resultado foi muito injusto para o que fizemos, mas é futebol e o futebol é assim. Há momentos em que as coisas não saem, em que a sorte não protege quem arrisca mais, quem joga com coragem, quem quer ganhar o jogo. Para o Palmeiras, eu fiquei com a sensação de que o empate servia, mas foram premiados com o golo. Num erro cometido acabamos por levar o golo e perdemos o jogo", acrescentou.

Veja o vídeo da reação de Vítor Pereira à pergunta: