"Se o Mourinho é o melhor treinador do mundo? A minha opinião é ainda mais forte"

.

 foto AFP

Rui Patrício, guarda-redes da Roma, falou aos meios oficiais da UEFA em antevisão à final da Liga Conferência Europa, que vai opor a Roma ao Feyenoord, a partir das 20h00 de quarta-feira.

Adversário na final da Conference League: "O Feyenoord é uma equipa muito bem organizada e tem jogadores muito bons que podem fazer a diferença. Quando prepararmos o jogo, vamos olhar para esses jogadores, todos os seus pontos fortes, os seus pontos fracos também, e tentaremos explorá-los. Será uma grande final. Sabemos que vamos defrontar uma grande equipa que também fez uma boa campanha, pelo que tudo faremos para a vencer. É isso que temos que fazer e é isso que temos feito: precisamos de trabalhar arduamente como fazemos todos os dias para que possamos estar ao nosso melhor nível."

Sobre José Mourinho: "Se ainda acho que o José Mourinho é o melhor treinador do mundo? A minha opinião é ainda mais forte. Foi um ano incrível de aprendizagem. Tem sido fantástico trabalhar com Mourinho. Tudo o que fazemos e lutamos é para vencer, e é por isso que conseguimos chegar a uma final europeia. Estou numa final europeia pela primeira vez a nível de clubes. Estou definitivamente muito feliz e quero continuar a aprender com ele. Fui a primeira contratação dele, mas quando cheguei aqui sabia o que ia fazer e como ia fazer, que é dar tudo de mim, como sempre fiz nos clubes em que joguei. Eu nunca vou mudar isso e vou continuar a trabalhar o máximo que puder e dar o meu melhor para a equipa. E é isso; é isso que eu tenho que fazer. Sou um jogador de futebol profissional, o que significa que tenho sempre de dar tudo em campo."

Disputar uma final: "É a primeira final europeia que vou jogar a nível de clubes. Definitivamente, é algo de que me posso orgulhar, porque sempre foi um dos meus principais objetivos - chegar às finais, especialmente às finais europeias. Desde o início da temporada, sempre tivemos o objetivo de chegar à final. Quando estamos a jogar numa competição, seja ela qual for, temos que fazer de tudo para vencer. Chegámos a uma final europeia. Isso é muito bom e o sonho de qualquer jogador, mas no próximo ano temos de lutar por novos troféus. É isso que nos move e é isso que tem de acontecer. Estamos num desporto de alto nível e num clube que tem todas as condições para disputar títulos, pelo que esse deve ser o nosso propósito todos os dias. Temos que trabalhar sempre no nosso melhor para que possamos chegar a estas ocasiões."

Roma pode vencer o primeiro título europeu: "Acho que nos dá mais motivação, mas também uma responsabilidade maior, porque estamos num clube onde precisamos de vencer. Temos que dar o nosso melhor, temos que lutar pelo clube e pelos adeptos, e é isso que precisamos de ter em mente. Cada jogador sabe a sua responsabilidade; sabe o que tem de fazer porque somos profissionais. Sabemos que é muito importante para os adeptos e para o clube, sendo que faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para ganhar este troféu porque eles merecem."