Al-Wahda justifica saída de Carlos Carvalhal do comando técnico

Carlos Carvalhal

 foto LUSA

Fala em "maus resultados", o que acaba por divergir da justificação apresentada por uma fonte próxima do treinador, que confirmou esta segunda-feira à agência Lusa a saída de Carvalhal, embora referindo que a mesma está relacionada com questões não desportivas.

O AlWahda justificou esta segunda-feira a saída de Carlos Carvalhal do comando técnico com os "resultados negativos" registados pela equipa no arranque do campeonato dos Emirados Árabes Unidos.
-

"O Al-Wahda vem anunciar a dispensa do treinador português Carlos Carvalhal, na sequência dos resultados negativos registados pela equipa no arranque da Liga dos Emirados Árabes Unidos. A direção do clube agradece a Carlos Carvalhal pelo período em que foi treinador da equipa, desejando-lhe sucesso para a sua carreira", refere o comunicado publicado nas redes sociais do emblema emiradense.

Esta justificação acaba por divergir da apresentada por uma fonte próxima do treinador, que hoje confirmou à agência Lusa a saída de Carvalhal, embora referindo que a mesma está relacionada com questões não desportivas. O técnico luso esteve apenas quatro meses no cargo.

Um dia após o clube ter conseguido a primeira vitória no campeonato, Carvalhal deixa o clube na nona posição, com quatro pontos em quatro encontros, após um triunfo, duas derrotas e um empate.

Carvalhal, de 56 anos, chegou ao clube dos Emirados Árabes Unidos esta temporada, após duas épocas no Braga, tendo ainda passagens, entre outros, por Sporting, Marítimo, Vitória de Setúbal, Rio Ave, Swansea e Sheffield Wednesday (na segunda divisão inglesa).