A sentida homenagem de Miguel Cardoso a Sala: "Emi, tu não foste, ficaste"

A sentida homenagem de Miguel Cardoso a Sala: "Emi, tu não foste, ficaste"

Treinador português orientou o avançado argentino no Nantes

O corpo de Emiliano Sala foi formalmente identificado pelo médico legista de Dorset ao final do dia de quinta-feira, motivando várias homenagens por parte do mundo do futebol. Entre as homenagens ao jogador argentino está a de Miguel Cardoso, que orientou Sala no Nantes no início da temporada.

O treinador português, agora no comando técnico dos espanhóis do Celta, recordou "o homem e o jogador" que faleceu a 21 de janeiro, quando o avião privado onde seguia se despenhou nas águas do Canal da Mancha.

Leia a mensagem de Miguel Cardoso:

"Esperei não ter que escrever estas palavras; infelizmente as notícias não são as que queríamos e o mais fatal aconteceu. A morte deixa uma dor que ninguém pode curar mas a forma como conhecemos o Emiliano, a alegria do dia-a-dia, o sorriso, a voz única, a vontade de vencer... São memórias que ninguém vai apagar. Recordo privilegiadamente alguns diálogos que tivemos de forma única em momentos diferentes; singulares efetivamente. Queria mais e queria melhor! Lutou por isso e conseguiu! Claro que conseguiu!

Penso nos adeptos do Nantes, a verdadeira natureza do clube, e na sua dor. Que mais que os golos fique em vocês a forma como lutava em cada lance, em cada jogo. Era assim porque também gostava muito de vocês. Cantem, cantem o seu nome bem alto!

Penso nos colegas que a seu lado viveram tantas emoções. Futebol é isso mesmo, emoções. Que fiquem com o sorriso que enchia cada sala, o balneário, os campos! Cada qual que guarde para si cada momento que não conseguiremos jamais apagar da memória. Daqui, choro com vocês.

Uma palavra para a família que perde a ilusão da vida num momento em que tudo deveria ser perfeito. Que possam um dia encontrar a paz.

Emi, tu não foste, ficaste!"