"A minha família toda na bancada e nem saí do banco. Fiquei com uma azia..."

"A minha família toda na bancada e nem saí do banco. Fiquei com uma azia..."

Adrien Silva recordou jogo de preparação contra a França em que não saiu do banco de suplentes. A "vingança" surgiria dois anos mais tarde, no mesmo estádio.

Adrien Silva recordou a conquista do Euro'2016 com a Seleção Nacional em entrevista à Eleven Sports. O médio formado no Sporting foi titular no meio-campo de Portugal, num jogo que serviu como "compensação" para colmatar uma mágoa que datava de 2014, curiosamente no mesmo estádio.

"Num dos primeiros amigáveis com o míster Fernando Santos, em 2014, jogámos contra a França, no mesmo estádio onde se disputaria a final em 2016. Estava a minha família toda na bancada, mas eu não saí do banco o jogo todo. Fiquei com uma grande azia, mas o meu pai disse-me que não me preocupasse, pois seria titular na final do Euro'2016 e Portugal venceria o torneio", começou por referir o jogador do Mónaco, explicando a importânica sentimental da final de Paris:

"Foi uma mistura de sentimentos. Foi o reviver de uma história pessoal, por ter vivido em França, por ter familiares que vivem em França e por, com 11 anos, ter tido dificuldades para me adaptar a Portugal. Fiz muitos esforços para colher, mais tarde, frutos disso, e foi a melhor recompensa que poderia pedir", rematou Adrien.