A maior máquina de marcar e dar golos desde que chegou a Inglaterra

A maior máquina de marcar e dar golos desde que chegou a Inglaterra

Bruno Fernandes deixou bem vincada a sua qualidade individual e influência no coletivo nesta meia época de estreia na Premier League

Desde que se estreou pelo Manchester United, a 1 de fevereiro, contra o "português" Wolverhampton, na 25.ª jornada da liga inglesa, Bruno Fernandes foi conquistando adeptos e a crítica, ao ponto de ter terminado a época como uma das figuras em maior destaque da Premier League.

O médio dos "red devils" esteve diretamente ligado a nada menos do que 15 golos, dos quais oito foram marcados por ele (meio golo marcado por jogo, em média). Nos outros sete fez assistências. E isto em 14 partidas, ou seja, em média esteve ligado a algo mais do que um golo por encontro. Mais importante ainda: nenhum outro jogador esteve envolvido em tantos golos como o internacional português desde que ele joga em Inglaterra.

Quando o ex-Sporting chegou a Manchester, o United era sétimo, a seis pontos do último dos quatro lugares de acesso à Liga dos Campeões. Este domingo, terminou a Premier League na terceira posição, isto é, dentro dos lugares da Champions.