Vuvuzelas proibidas no Mundial do Catar: Código de Conduta revelado em Espanha

Vuvuzelas proibidas no Mundial do Catar: Código de Conduta revelado em Espanha
Redação

Sem vuvuzelas, mas com a possibilidade entrada de mulheres com burkas, assim prevê o manual de conduta que o jornal espanhol Mundo Deportivo analisou. As restantes normas não fogem ao habitual.

O jornal espanhol Mundo Deportivo anunciou este domingo ter tido acesso ao Código de Conduta a ter em conta nos estádios do Mundial 2022 no Catar, elaborado pela FIFA, o qual proíbe, entre outros artefactos, a utilização de vuvuzelas, que ficaram famosas no Mundial de 2010, na África do Sul.

O código deverá ser regra tanto para funcionários do organismo que tutela o futebol, staff técnico das organizações e elementos nos estádios, como por agentes de segurança e ordem pública, nomeadamente a polícia do Catar. O seu incumprimento implica a expulsão do estádio. Se essa ação for contra autoridades cataris, os prevaricadores podem ficar sujeitos a sanções. Entre as proibições, além das óbvias (drogas, álcool, armas e material pirotécnico), não se podem levar... guarda-sóis.

Por outro lado, o referido manual da conduta da FIFA permitirá o uso, no estádio, das burkas - vestes femininas que tapam por completo as mulheres - e outras roupas com motivações religiosas, como os lenços nas cabeças.

Cigarros e charutos estão proibidos, mas podem usar-se cigarros eletrónicos, assim como máscaras médicas e óculos protetores.

Ainda segundo o Mundo Deportivo, não será permitido levar para o interior dos recintos garrafas, frascos, latas de spray, balões de insuflar, bicicletas e trotinetas. Mas também não se podem levar bolsas ou malas que excedam os 75 centímetros, rolos de papel e tão-pouco animais, á exceção daqueles que são cuidadores de pessoas com deficiência.

Comida, apenas a que poderá comprar no interior do estádio, excetuando leite e outra alimentação para bebés. O mesmo se aplica a conteúdo político, seja nas roupas de cada um, seja em tarjas e faixas ostentadas, e a instrumentos radioeletrónicos.

As vuvuzelas e outros artigos ruidosos , como megafones e apitos. aparecem como material a proibir já no fim do documento, nomeadamente qualquer utensílio que ultrapasse as medidas 60x40 centímetros.
E, claro, os famosos ponteiros laser estão entre a parafernália proibida.