UEFA suspende Kudela enquanto analisa acusações de racismo

UEFA suspende Kudela enquanto analisa acusações de racismo
Redação com Lusa

Glen Kamara, jogador do Rangers, acusa Ondrej Kudela, do Slavia Praga, de ter proferido insultos racistas durante um encontro da Liga Europa.

A UEFA suspendeu provisoriamente o futebolista Ondrej Kudela, do Slavia Praga, enquanto analisa as acusações de racismo feitas por Glen Kamara, do Rangers, no desafio entre ambos na Liga Europa.

O Comité de Controlo e Disciplina da UEFA tem em curso uma investigação ao caso ocorrido em 18 de março para avaliar uma possível infração do seu regulamento disciplinar, denunciada pelo clube escocês após o jogo da segunda mão, em Glasgow, e que ditou o seu afastamento da prova.

Em causa estão alegados insultos de teor racista que Kudela terá proferido ao ouvido de Kamara, que reagiu de imediato e denunciou o facto "deliberado e premeditado" à equipa de arbitragem e aos seus companheiros.

Kudela e o Slavia Praga negaram as acusações e o clube disse mesmo que, já depois do encontro, o seu atleta foi agredido com vários murros na cabeça por parte de Kamara, sob o olhar do treinador Steven Gerrard e de representantes da UEFA.

"Sinto raiva. Conheço o Glen e confio nele a 100%. O jogador do Slavia causou isto e algo deve ser decidido rapidamente, mas isso está acima de mim. Mas aconteça o que acontecer, estou ao lado de Glen", disse o treinador do Rangers, Steven Gerrard, logo após o fim do jogo, e depois de pedir explicações ao homólogo do Slavia, Jindrich Tripisovsky.

Kudera esclareceu que o seu comentário foi uma reação às entradas mais duras que os atletas do Rangers estavam a protagonizar, que resultaram em duas expulsões.