Thuram responde por violência doméstica

Thuram responde por violência doméstica

Ex-companheira apresentou queixa por maus tratos e retirou-a poucos dias depois, mas, o antigo internacional francês terá de se explicar à Justiça

Poucos dias depois de ter sido condecorado com a Legião de Honra pelo Estado francês, pelo empenho no combate ao racismo, o antigo internacional Lilian Thuram, 41 anos, volta a ser notícia, mas, por violência doméstica: foi convocado pelo ministério público para esclarecer uma acusação da ex-companheira, Karine Le Marchand.

A queixa apresentada pela apresentadora de televisão, no início de setembro, foi, entretanto, retirada. No entanto, esse recuo não foi suficiente para encerrar o caso e, segundo é noticiado, esta quarta-feira, em França, Thuram foi chamado a prestar declarações sobre o episódio em que, alegadamente, terá agarrado pelos cabelos e atirado repetidamente contra o frigorífico a ex-companheira.