Thierry Henry deixa o Montreal por motivos familiares: "Ano extremamente difícil"

Thierry Henry deixa o Montreal por motivos familiares: "Ano extremamente difícil"
Redação com Lusa

O antigo jogador, de 43 anos, explicou que não vê os seus filhos, residentes no Reino Unido, devido à pandemia da covid-19.

O ex-futebolista francês Thierry Henry deixou o cargo de treinador do Montreal, equipa da Liga Norte-americana de Futebol (MLS), devido a "razões familiares", informou esta quinta-feira o clube canadiano.

O antigo jogador, de 43 anos, explicou que não vê os seus filhos, residentes no Reino Unido, devido à pandemia da covid-19, afirmando que tem sido "um ano extremamente difícil a nível pessoal", para justificar a decisão de deixar a equipa canadiana.

Como futebolista, o avançado representou Mónaco, Juventus, Arsenal, Barcelona e New York Bulls, numa carreira com vários títulos conquistados, entre os quais o Mundial de 1998, com a seleção francesa.