"Tenho um jogador em mente, mas não digo o nome. Preferia matar-me"

"Tenho um jogador em mente, mas não digo o nome. Preferia matar-me"
Redação

Milinkovic-Savis pode sair a qualquer momento e o clube terá já identificado um possível substituto

Igli Tare, diretor desportivo da Lázio, não faz a coisa por menos no que diz respeito ao próximo reforço da equipa principal.

Segundo deixa a entender, o nome é tão, mas tão sigiloso, que preferia suicidar-se do que revelar a sua identidade ao mundo.

"Tenho em mente um jogador, mas não digo o nome. Preferia matar-me", declarou o albanês que coordena o setor profissional do futebol do clube.

"Penso que, e a experiência ensinou-me, que para desenvolver um projeto técnico importante é preciso tempo e paciência. A história tem demonstrado ao longo dos anos que alguns jogadores chegam sob ceticismo, mas depois acabam por tornar-se importantes", comentou ainda Igli Tare.

O reforço em causa foi apontado por tare na qualidade de possível substituto de Milinkovic-Savic, médio sérvio da Lázio que é um dos alvos mais pretendidos do momento no mercado europeu.