"Rustu teve sintomas estranhos que não se tinham sentido ou visto antes"

"Rustu teve sintomas estranhos que não se tinham sentido ou visto antes"
Redação

Mulher do antigo internacional turco descreve os sintomas decorrentes do novo coronavírus.

Isil Recber, mulher de Rustu Recber, antigo guarda-redes de Barcelona, Fenerbahçe e Besiktas e ex-internacional turco, que testou positivo para covid-19, explicou detalhadamente os sintomas do marido, decorrentes da doença, revelando não terem sido apenas "fraqueza, fadiga e tosse".

"As últimas 72 horas foram muito difíceis e espero que a partir de agora sejam melhores. Quero agradecer infinitamente a todos que estão connosco, a nosso lado, nestes momentos", começou por explicar.

Esta é a batalha de um ser vivo contra um vírus que mudou de tamanho e que o corpo humano não conhece. Não tentes ver os sintomas como os de um resfriado normal, porque estarás a perder tempo. Como em tudo, a deteção precoce é muito importante", continuou.

NÃO SAIA DE CASA, LEIA O JOGO NO E-PAPER. CUIDE DE SI, CUIDE DE TODOS

"Este vírus não se fixa na garganta ou no nariz. Ele move-se rapidamente para outros lugares e aloja-se nos pulmões, onde chega num instante para se multiplicar e iniciar a pneumonia", acrescenta, para depois concluir:

"As primeiras 72 horas são muito críticas. Rustu teve febre durante dias e horas. Sintomas estranhos que não se tinham experimentado, sentido ou visto antes. Ele teve uma grande fraqueza, cansaço, perda de apetite. Mas não apenas isso. A pele ficou cinzenta, tal como os lábios. Respirava rápido e tinha dificuldade para o fazer, e ainda uma tosse que não acabava. Também não falava e tinha pulsação irregular. Talvez não gostes, mas isto é o que vivenciamos passo a passo".