Roma distribui bens aos sócios com mais de 75 anos

Roma distribui bens aos sócios com mais de 75 anos
Redação com Lusa

O clube onde treina o português Paulo Fonseca vai distribuir comida e material de proteção aos sócios com mais de 75 anos.

A Roma vai distribuir comida e material de proteção contra o novo coronavírus aos seus sócios com mais de 75 anos, anunciou este domingo a fundação do clube, cuja equipa de futebol é treinada pelo português Paulo Fonseca.

"A partir de sexta-feira, a Roma distribuirá a todos os seus sócios com mais de 75 anos uma caixa com comida e bens de primeira necessidade e dispositivos sanitários úteis, para se protegerem neste período de emergência da covid-19" refere um comunicado publicado pelo clube, atual quinto classificado da liga italiana.

A distribuição será feita pela fundação do clube, Roma Cares, que assim apoiará uma das faixas etárias mais vulneráveis à pandemia da covid-19, que já causou mais de 6 800 mortos em Itália.

A iniciativa junta-se uma série de outras já anunciadas por outros clubes, como a Juventus, onde alinha o português Cristiano Ronaldo, o Inter Milão, o AC Milan, de Rafael Leão, e o Nápoles.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19 000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 226 000 infetados, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6 820 mortos em 69 176 casos registados até terça-feira.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 43 mortes e 2 995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito esta quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00h00 de 19 de março e até às 23h59 de 2 de abril.