"Recusei 10 milhões por ano porque queria jogar num sítio com paixão incrível"

"Recusei 10 milhões por ano porque queria jogar num sítio com paixão incrível"
Redação

Gignac, de 36 anos, vai na oitava temporada no Tigres, do México. Não quis ir para a China nem para a Arábia Saudita

Brilhou no Marselha e no Toulouse e vai na oitava temporada no Tigres, do México. André-Pierre Gignac decidiu prosseguir a carreira nos mexicanos, recusando propostas milionárias da China e da Arábia Saudita, tudo por continuar a vibrar numa liga competitiva e com paixão dentro e fora de campo.

Em entrevista ao comediante Franco Escamilla, no programa "Desde el Cerro de la Silla", o internacional francês contou os milhões que não o convenceram a mudar-se para ligas menos competitivas: "Recebi uma proposta da China de 18 milhões de euros por dois anos, e de três anos na Arábia por dez milhões por ano, mas disse que não. Ia renovar com o Tigres. Quero jogar algo 'padre' [com 'pica'], com uma paixão incrível, competitivo. A Arábia não é como o Catar. Vives numa residência com europeus ou americanos, é muito complicado sair. Então escolho um estilo de vida, uma paixão, uma liga para mim competitiva, adoro a 'liguilha', adoro, é um torneio com 'play-offs'".

Na presente temporada, mesmo com 36 anos, leva três golos em seis jogos no Tigres. Tem contrato até 2024.