"Quando não ganhas, tens de ter respeito e vir à gala"

"Quando não ganhas, tens de ter respeito e vir à gala"

Luka Modric, vencedor da edição de 2018 da Bola de Ouro, entregou o troféu a Lionel Messi, vencedor deste ano.

O croata Luka Modric conquistou a Bola de Ouro em 2018 e, na cerimónia de entrega do troféu deste ano, entregou-o ao vencedor da edição de 2019, Lionel Messi. Uma prática que, diz o jogador do Real Madrid, se trata de respeito e pode ajudar o futebol.

"Foi um orgulho poder estar na gala e dar o prémio ao Messi, que o merece. Parece-me que o último vencedor entregar o troféu ao novo é uma prática espetacular, um sinal de respeito e de convivência que pode ajudar o desporto. Somos rivais, não inimigos. No futebol muitas vezes as coisas levam-se ao extremo e esta iniciativa pode ajudar a melhorar as coisas. Acontece noutros desportos e parece-me bem que se instale no futebol", afirmou o croata.

Modric foi depois questionado pela ausência de Ronaldo da gala.

"Primeira pergunta, já está, polémica. Falo de mim. Estou contente por estar aqui. O futebol trata-se de respeito e quando não ganhas, tens de estar aqui [na gala] por respeito, porque se celebra o futebol. Por isso estou aqui, para celebrar o futebol, para mostrar respeito, porque o futebol se trata disso, é muito simples", atirou, para depois deixar rasgados elogios ao vencedor Lionel Messi.

"O Messi é algo de impressionante. Quando vês ali os troféus todos, não parece real, mas só mostra que é um jogador impressionante, um dos melhores de todos os tempos. Há que lhe dar os parabéns", concluiu.