Prémios, despesas... O Quénia lá viajou para Cabo Verde

Prémios, despesas... O Quénia lá viajou para Cabo Verde

Seleção queniana chegou a acordo com a federação antes do segundo jogo com Cabo Verde, de apuramento para o Mundial.

Os futebolistas da seleção do Quénia chegaram esta segunda-feira a acordo com a federação sobre o pagamento de prémios e viajaram, com dois dias de atraso, para a Cidade da Praia, onde na terça-feira defrontam Cabo Verde, na qualificação para o Mundial2018.

No sábado, os quenianos recusaram-se a treinar e até hoje estiveram em disputa com a Federação Queniana de Futebol (FKF) por causa do valor dos prémios de jogo e também por acusarem o organismo de não restituir as despesas de viagem dos jogadores que atuam em clubes fora do país.

Por essa razão, a comitiva queniana vai chegar à Cidade da Praia a menos de uma dia do encontro de terça-feira e depois de uma viagem entre Nairobi e Cabo Verde que tem a duração de oito horas.

"Até é bom chegarmos mais tarde do que previsto. Assim os jogadores não serão afetados pelas mudanças climatéricas antes do jogo", considerou o diretor da seleção queniana, Willis Waliaula, à AFP.

Cabo-Verde e Quénia vão na terça-feira disputar a segunda mão da segunda ronda do apuramento africano para o Campeonato do Mundo de 2018. No primeiro jogo, em Nairobi, a seleção da casa venceu, por 1-0, e por isso um empate na Praia será suficiente para seguir para a fase de grupos.